terça-feira, 30 de março de 2010

Índia, Agra, dia 11

hoje foi o dia do Taj Mahal.
belo, sem dúvida.
mas os sentimentos de um homem sério, perante este luxo hiperbólico, têm de ser mistos!
quantos escravos torturados hiperbolicamente?
quantos homens perderam as suas terras e casas por não poder pagar os impostos criados para construir o mausoléu da rainha?
quantos mais tiveram de se vender como escravos?
quantas crianças foram vendidas para ser violadas?
quanto sangue e quantas lágrimas de gente como eu para construir "esta lágrima de Deus"?
peço perdão a todos, em meu nome e no da minha geração, da única forma que se deve pedir perdão aos martirizados: não esquecendo o seu suplício.
India, 2a semana

Semana do rabinho

Uma jovem chega da lua-de-mel e encontra a mãe que lhe pergunta:

- Correu tudo bem filha?

A jovem diz:

- Terrível mamã! Sabes, o Manel é uma besta, deu cabo de mim!!!

E a mãe diz-lhe:

- Bom, filha, as luas de mel são assim, eu lembro-me quando...

- NÃO MAMÃ!!! O Manel é mesmo um animal!!!

Imagina que chegámos á recepção do hotel e começou a apalpar-me, subimos para o quarto, atirou-me para cima da cama e, assim de repente, deu-me 3 sem tirar fora!

Quis ir à casa de banho e atirou-me para o sofá e deu-me 2! Quando cheguei à casa de banho atirou-me para o chuveiro e deu-me 4 sem abrir a água, depois abriu a torneira e deu-me mais 2! Quando me estava a secar deu-me 2 mais contra o lavatório, e assim durante as 24 horas de cada um dos 15 dias.

E isto não é nada! No avião de volta, meteu-me no WC deu-me 3, chegámos ao aeroporto, meteu-me, outra vez, no WC e deu-me 2 sem a tirar fora, chegámos a casa e aí, pimba, logo no Hall, deitou-me na alcatifa e deu-me 4 mais!!!!!!!

Não sei que fazer mamã, já não aguento mais!!!!!!!!!!!

- Sabes o que tens que fazer, filha? Quando ele chegar do trabalho dizes-lhe que te veio o período e assim podes ter uns dias de descanso. Aproveitas e falas com ele tranquilamente. Depois contas-me ....

A rapariga chega a casa e fica à espera do marido. Ele, ao vê-la, atira-se a ela logo no Hall de entrada. Ela empurra-o e diz-lhe:

- Pára meu amor, veio-me o período!!!...

Então ele vai á sala e volta com uma garrafa de champanhe e dois copos. Ela assombrada pergunta:

- Que é isso?

E ele responde:

- Vamos festejar porque hoje começa ... A SEMANA DO RABINHO!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Índia, Agra, dia 11

diante do Taj, amanhã às 6h00 verei aí o nascer do sol.

e mais um hotel na Índia:

domingo, 28 de março de 2010

Índia, McLeod Ganj (Dharamsala), dia 10

tenho feito uma descoberta nestes dias: há vários tipos de chás, uns melhores e outros piores e há o chá Darjeeling...

as indianas andam a ficar brutas (o gulabi gang não brinca em serviço)!

havia Phoolan Devi mas lutava de outra forma e por outros motivos...

sábado, 27 de março de 2010

Índia, McLeod Ganj (Dharamsala), dia 9

hoje foi dia de caminhada até ao topo da montanha Triund.
10 km para ir dos 1700 aos 3000 metros de altitude. qualquer coisa como estacionar no topo da Serra da Estrela e subir uma escada durante 4 horas e meia, tirar umas fotos e descer 2 horas e meia; a esta altitude, não é para meninos.
lá em cima uma vista directa dos Himalaias, os macacos de montanha e uma certa tranquilidade.

India, 2a semana

sexta-feira, 26 de março de 2010

Índia, McLeod Ganj (Dharamsala), dia 8

estou no sopé dos Himalaias, na cidade onde vive exilado o Dalai Lama. hoje o moço não está na cidade mas amanhã vem cá abençoar os desorientados que por aqui circulam.
India

quarta-feira, 24 de março de 2010

Índia, Amritsar, dia 6

estou na cidade santa dos sikhs, Amritsar (a cidade do néctar amrit).
no Templo dourado sente-se o peso e o apelo dos mártires. saúdo-vos!
Nanak (1496-1539) que admirável religião ajudaste a criar!
todos os homens iguais, generosidade, curiosidade e orgulho. ser pragmático e orgulhoso, eis uma fórmula mágica!
no recinto do templo ouvem-se kirtans e, apesar dos milhares de peregrinos que passam, respira-se paz, tolerância e igualdade (um paraíso comparado com o inferno de indiferença perante a miséria do outro nas margens do Ganges).
comove-me esta sociedade tão igualitária. vejo um homem de branco, sikh, bem vestido (um guru?), com aspecto culto, barba bem tratada, adaga à cintura que carrega um balde para lixo e se curva aos pés de um homem deitado, pobremente vestido e de pele escura, para recolher um pedaço de lixo, coloca-o no balde e segue catando mais lixo. descendo ao meu mundo esta imagem é o equivalente a ver o João César das Neves a apanhar lixo no santuário de Fátima...
esta imagem reconcilia-me momentaneamente com a religião depois do desastre do hinduísmo.
mais à frente gente de bem cozinha e lava a loiça (o templo oferece milhares e milhares de refeições grátis todos os dias* bem como um lugar para passar a noite) enquanto os pobres esperam, sentados e deitados pela refeição que lhes será servida.
(*) que diferença para Haridwar com a sua multidão de mendigos tratados como cães...

Um em cada cinco portugueses sofre de perturbações psiquiátricas - Sociedade - PUBLICO.PT

Um em cada cinco portugueses sofre de perturbações psiquiátricas - Sociedade - PUBLICO.PT

terça-feira, 23 de março de 2010

Índia, Haridwar, a caminho de Amritsar

namaste leitores, comecei a aprender hindi!
hoje regressei às 5h30 da manhã às margens do rio com o Ivo. Devi está ausente.

há miséria na Índia?
não, na Índia há pobres tal como em Lisboa há pobres.
a diferença é que Lisboa é um dos poucos lugares do mundo onde os pobres têm problemas de estacionamento. pensem nisso da próxima vez que disserem mal dos políticos portugueses...

segunda-feira, 22 de março de 2010

India, Haridwar, dia 4

às 5h15 cheguei às portas do ganges em Haridwar. caderno na mão despenteado e calmo. o ambiente era tranquilo, amanheceria daí a uns 45 minutos. alguns peregrinos acordavam, outros iam chegando.era um mais, bem ao contrario de ontem à noite que fomos centro de atencões quase todas desagradáveis.
a essa hora sobrava espaço e os incomodativos sadhus de ontem deviam estar entretidos com coisas mais mundanas do que banhar-se ao nascer do sol.
sentei-me no chão junto a um belo templo e fui saudado efusivamente por um cão jovem,. brincou comigo, impediu outro de se aproximar e a partir desse momento passou a seguir-me para todas as partes, se eu me sentava deitava-se ao meu lado, se caminhava seguia-me como se me conhecesse desde sempre (um crente tiraria daqui outras conclusões, eu se ficasse por cá adopta-lo-ia).
às 6h00 nasceu o sol do equinócio de Primavera sobre o rio. obrigado mãe Devi, vêm ai bons dias, todos seremos felizes muitas vezes, cerejas, ameixas, pêssegos e uvas...
ao entardecer o guru das loiras foi tomar banho com elas, vejo-o passar com um misto de inveja e admiração:

quarta-feira, 17 de março de 2010

bela escrava

deixa tombar sobre o meu peito
o teu cabelo perfumado
faz do dia de hoje
o mais belo dos dias.

o dever de servir sem esperar,
servir sem ser servida;
fazer arder o fogo do teu amo
com a neve caindo na cidade.

(deixa o suor do tempo
esconder-se entre olhos
e na noite vermelha ensina-me
o que os outros te ensinaram.)

deixa cair no meu colo
a tua oferta de serva
sem sobressaltos nem clausulas
de excepção, toda tu.
Londres, 17 de Março de 2010

domingo, 14 de março de 2010

Índia, Londres, dia -4

começo o registo da viagem indiana nos jardins de Greenwich.
as folhas do caderno foram inauguradas, o blog terá de esperar.

terça-feira, 9 de março de 2010

Senhor, não era preciso tanta neve!

este ao ainda não tinha ido à neve e em Portalegre falhei todos os dias em que nevou. é claro que daqui a dez dias estarei nos Himalaias mas a saudade da neve estava por cá.
bom, ontem S. Pedro passou-se e este foi o resultado:
notícia!

Colera, ontem:


Garbet, hoje:

terça-feira, 2 de março de 2010

Homens multifuncionais